Terça, 09 Janeiro 2018 17:12

Já vigoram novas normas sobre o controle de salmonelas

Avalie este item
(0 votos)

Anunciada pelo Ministério da Agricultura na primeira semana de dezembro passado, só na última semana do mês o Diário Oficial da União publicou a Instrução Normativa (IN) que, nas palavras do MAPA, inclui o uso de vacinas vivas para salmonelas paratíficas em aves matrizes a fim de prevenir e reduzir a colonização intestinal e de órgãos com o patógeno Salmonella.

 

Publicada na edição de 26 de dezembro de 2017 do DOU, a Instrução Normativa nº 41 altera a Instrução Normativa SDA 78/2003. Ambas definem as medidas de vigilância e certificação sanitária para salmonelas, de aplicação obrigatória em estabelecimentos avícolas de reprodução que realizem o trânsito de ovos férteis e de aves vivas.

 

Pela Normativa, os estabelecimentos avícolas de reprodução são aqueles de linhas puras, de bisavós, de avós, de matrizes, produtores de aves e ovos livres de patógenos específicos (SPF) ou de ovos controlados, que alojam galinhas, marrecos, patos e perus, e seus incubatórios.

 

Clique aqui para acessar, a partir da página 2 da edição de 26 de dezembro de 2017 do DOU, a íntegra da Instrução Normativa nº 41/2017.

 

Fonte: AviSite